Cabelo e gravidez: como cuidar dos fios durante a gestação?

Alterações hormonais podem causar mudanças na oleosidade, volume e textura dos cabelos

A gestação é uma época cheia de mudanças para a mulher, sendo importante encará-las com tranquilidade para evitar que a ansiedade seja maior e afete negativamente esse período que tem tudo para ser especial.

Durante a gravidez, entre as mudanças, a mulher pode identificar alterações na pele e no cabelo devido às alterações hormonais.

Dessa forma, os cabelos precisam de uma atenção maior, pois podem ficar mais secos, oleosos ou sofrerem com a queda, sendo que essas ocorrências podem ser diferentes para cada gestante.

Quais mudanças a gravidez provoca nos cabelos?

O primeiro aspecto é entender quais são as mudanças causadas pela gravidez que podem afetar tanto a pele quanto os cabelos.

A produção das glândulas sebáceas é muito variada, podendo diminuir e deixar os cabelos mais secos ou aumentar.

O aumento da oleosidade, em geral, é decorrente do aumento da ação do estrogênio, que age sobre as glândulas sebáceas que são responsáveis por essa característica. Ela costuma ocorrer no terceiro trimestre da gestação.

Assim, a pele pode ficar mais sensível e oleosa e também podem surgir manchas escuras do tipo melasma devido ao aumento da pigmentação.

Já no cabelo pode ocorrer a mudança da textura e do volume, além dos fios ficarem mais oleosos também pela maior presença do estrogênio.

Os efeitos podem ser distintos em cada gestante, sendo que a mudança hormonal pode deixar o cabelo mais volumoso e brilhante, além de crescer mais rápido.

Mas não é incomum as gestantes relatarem casos de queda de cabelo, inclusive em proporções elevadas. Essa queda costuma acontecer após o parto, podendo se estender por até 6 meses.

Além das mudanças hormonais, a queda de cabelo no período pode ter relação com o estresse e ansiedade, principalmente no pós-parto.

Apesar de os motivos não serem totalmente conhecidos e, por essa razão não ser possível evitar a ocorrência, ela é reversível, com o cabelo retomando o crescimento normal posteriormente.

Como cuidar dos cabelos durante a gestação?

Os cuidados com os cabelos durante a gestação são importantes para minimizar a queda capilar e a oleosidade, mas também para que a gestante fique mais satisfeita consigo mesma, melhorando a autoestima.

Conheça a seguir alguns dos principais cuidados do período tanto pela questão estética quanto pela segurança da mãe e do bebê.

Tintura

A manutenção de uma rotina de tintura não é possível durante a gestação, principalmente se a gestante utiliza descolorante e tintas a base de amônia.

Esses produtos devem ser evitados durante toda a gestação e durante a amamentação. O uso é contraindicado principalmente nos três primeiros meses que é um período mais sensível e que pode gerar complicações à gravidez.

Para mulheres que não querem abrir mão de um tratamento no período o uso de tonalizantes e henna costuma ser liberado após o terceiro mês de gestação.

O uso de shampoo tonalizante também pode apresentar benefícios, realçando a cor natural dos cabelos e deixando-os mais brilhantes.

Destaca-se que mesmo o uso de tonalizantes deve ser conversado com o médico previamente.

Corte

Não há nenhuma contraindicação ao corte de cabelo durante a gestação, principalmente pelo crescimento mais rápido dos fios.

Uma dica, entretanto, é optar por um corte curto ou médio que facilita a limpeza e manutenção do cabelo.

Essa é uma escolha pessoal de cada mulher, sendo possível definir o corte de acordo com a preferência individual.

Hidratação

Como a oleosidade e textura do fio podem variar durante a gestação, a gestante deve investir em hidratação para manter os cabelos saudáveis e bonitos.

No entanto, é importante atentar-se aos produtos usados, evitando químicas. Componentes naturais como manteiga de karité e óleo de coco são boas opções para o período.

Produtos

A escolha dos produtos de cuidados diários também é importante, sendo preferível optar por shampoo e condicionador  mais suaves ou sem fragrância forte.

Esses cuidados evitam o surgimento de alergias ou irritações no couro cabeludo que possam intensificar problemas como a queda de cabelo.

Também é importante evitar produtos com ácido salicílico, uma vez que esse pode causar malformações fetais. 

Tratamentos químicos

A maioria das mulheres já sabe disso, mas é sempre bom reforçar: procedimentos químicos são proibidos durante a gravidez.

O uso de substâncias como o formol e guanidina é prejudicial à saúde da gestante e também do bebê, podendo acarretar em problemas graves como aborto ou má-formação fetal.

Assim, técnicas como alisamento e relaxamento não devem ser realizadas na gestação e, normalmente, durante o período de amamentação.

Uma opção nessa fase é adotar o alisamento térmico, como com o uso de secador e chapinha, mas não abuse para não ressecar o cabelo e deixá-lo frágil e sem vida.

Os cuidados corretos com o cabelo durante a gestação garantem fios mais bonitos e saudáveis e, consequentemente, satisfação e autoestima para a gestante.

Caso a queda de cabelo seja intensa nessa fase, independente dos cuidados adotados, a recomendação é procurar um dermatologista especializado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>