Fases da Maternidade

Mix de emoções e sentimentos são aflorados durante os nove meses gestacionais, saiba como lidar 

Quem acha que a maternidade é fácil, está muito enganado. A maternidade é feita de altos e baixos, e exige muito das mamães. São preocupações diárias como o fato de estar grávida, mudanças alimentares e acompanhamento do crescimento do bebê, seguidos de amamentação, olhos sempre atentos ao bebê, trocas de fraldas, cansaço, educação, disciplina, novas informações e muitos outros fatores que acabam se tornando uma montanha-russa emocional, um misto de sentimentos que muitas mamães acabam não sabendo como lidar. Para aliviar e auxiliar a mamãe, preparamos algumas dicas para uma fase gestacional mais leve e feliz.

Primeiro Trimestre: misto de emoções 
Nesta fase as alterações hormonais são sentidas com muita intensidade. As taxas de estrógeno e progesterona alcançam níveis elevados. Nem toda gravidez chega de uma forma positiva: as mamães que tanto planejavam o bebê esbanjam felicidade, já aquelas que não esperavam sofrem o oposto. Estas sensações incompatíveis exigem calma. O que fazer? Em ambos os casos, procure um obstetra de confiança, ter este especialista neste momento é tão importante quanto o pai do bebê e a família. Descanse quando tiver vontade, pois o alto nível de progesterona pode causar aquele soninho, e tentar inibi-lo pode ser motivo de irritação.

Segundo Trimestre: Conexão Mamãe e Bebê 
Para a maioria das gestantes, este é considerado o período mais calmo. Os hormônios continuam em trabalho constante. Nesta fase, não só os possíveis enjoos e desconfortos físicos estão presentes, mas a barriga começa a aparecer e as mamas podem estar bem maiores. Sem falar que esta fase já é possível escutar o coração do seu pequeno e senti-lo mexer, os sentimentos vão às alturas! Nesta fase, as mamães devem ficar atentas para não descontarem na comida toda ansiedade. Muitas mulheres se preocupam com os quilinhos extras adquiridos neste período, mas saiba que a mudança do corpo faz parte do processo natural de gestação. Mantenha uma alimentação saudável e pratique atividades físicas como yoga, pilates, hidroginástica e muitas outras indicadas para gestantes. Aproveite a hora do banho para acariciar a barriga, utilize óleos aromáticos e relaxantes, crie uma rotina de conexão entre você e o seu bebê.

Terceiro Trimestre: Ansiedade nas alturas! 
Toda a calmaria que enfrentou no segundo semestre é transformada em ansiedade. A irritação é outro fator que pode dominar as grávidas, são muitos sentimentos à flor da pele. Tipo de parto, distanciamento da vida sexual, dificuldades para dormir, cansaço físico, lapsos de memória e sensação de medo fazem parte desta fase. Tente manter tranquilidade neste momento, avalie suas dúvidas e preocupações, muitas delas já foram resolvidas e retornam para sua cabeça por causa da insegurança que bate antes da chegada do bebê. Pense sempre positivo e não dê importância para experiências vividas por outras mães, pois cada gravidez tem suas particularidades.
Este também é o momento de arrumar o quartinho do bebê, guardar as roupinhas e presentes que ganhou. Para ficar mais gostoso, chame o papai do bebê, amigas íntimas, mãe e irmã, assim você conta com uma ajudinha extra e desfruta de boas conversas.

Nasceu!!! 
O bebê nasceu, quanta alegria! Não tem como explicar a emoção que é escutar aquele chorinho leve e de boas-vindas. É um momento único! Nesta fase, cai o nível de progesterona da mamãe e outros dois hormônios ganham destaque: a prolactina, responsável pela produção de leite, e a ocitocina, responsável pela contração do útero na hora do parto e também pela ejeção de leite para amamentar. Com toda mudança hormonal, a mamãe pode apresentar o sentimento de tristeza, que pode durar no máximo seis semanas. O apoio da família e do companheiro são essenciais. A nossa dica é que converse com outras mamães, troquem experiências. Aproveite a internet, abuse de sites e aplicativos que possam tirar suas dúvidas momentâneas. Lembre-se: nenhum bebê chega ao mundo com um manual de instruções, não se desespere. Conte sempre com as pessoas mais próximas, você vai precisar e tenha certeza que eles também estão loucos para te ajudar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>