Gravidez organizada do início ao fim

Organize o quartinho, mala de maternidade, enxoval e presentes com as dicas da personal organizer Carol Rosa!

Organizar o quartinho do bebê é sempre um desafio! E para os papais de primeira viagem, o desafio é mais intenso! Ao falar que o bebê está a caminho, é natural receber presentes de amigos e familiares, logo bate aquela preocupação com a compra dos móveis e, na sequência, a organização da mala da maternidade, como lidar com tantas informações?

Conversamos com a personal organizer Carol Rosa, especializada em organização de quartinhos de bebês, para nos dar algumas dicas de como organizar e facilitar o dia a dia das mamães.

Quartinhos: quais móveis devemos escolher? 
Você já sabe que está grávida, e a hora é de escolher os móveis que farão parte do quartinho do bebê por longos anos. “Sempre devemos nos basear no espaço disponível e nas reais necessidades da mamãe. Berçocômoda e poltrona de amamentação são sempre os mais essenciais. Se o ambiente for maior, uma cama de babáarmário e mesa lateral complementam a decoração e oferecem mais funcionalidade ao novo quartinho. Seja qual for o projeto, organize a disposição destes móveis e compre tudo com antecedência”, diz Carol.

Compras conscientes
Nesta época é normal comprar tudo o que aparece pela frente, desde chupetas até as roupinhas mais fofas que encontramos. Para Carol “é muito comum ver peças de roupas e acessórios lindos, mas pense sempre no necessário”. Depois que já sabe mais ou menos a data de nascimento do bebê, opte por roupas que respeitem o clima da época.

Ganhou e comprou muitas roupinhas, e agora? 
Reserve um dia para organizar todas as roupinhas do bebê. Distribua em cima de uma cama, só assim você verá tudo o que já tem e saberá o que ainda falta. A dica da Carol é que separe os itens por idades e, se não tiver espaço suficiente, deixe acomodado no quarto apenas o que o bebê pode utilizar até os 6 meses. O restante deve ser guardado em pacotes no maleiro ou em outro ambiente, assim a mamãe vai abrindo conforme o necessário. Este método de organização agiliza na procura das peças que devem ser usadas neste determinado período e evita que elas se percam no armário.

Separe tudo por categoria! 
Você já separou os itens por tamanhos, agora é hora se separar por tipos como bodies, macacões, vestidinhos, jardineiras, calças… Esta etapa vai ajudar na escolha do look do dia. Outra dica da Carol é que as peças sejam dobradas de uma forma que fiquem do mesmo tamanho para que a organização dentro das gavetas seja otimizada, “se tiver muitas peças iguais, a dobra permite que as roupinhas sejam colocadas em pé, uma seguida da outra.”

Vamos organizar? 
Depois te tudo separado por tamanhos, tipos, funções e devidamente dobradas, é hora de colocar tudo nas gavetas. A utilização de etiquetas facilita a identificação das peças para a mamãe, para o papai e para quem estiver ajudando. Para itens menores como fraldinha de pano, prendedores de cabelo, babadores e meias, “vale também pensar em divisórias de gavetas ou cestos”, complementa Carol. Dê prioridade de uso, as roupinhas que são usadas com mais frequência devem estar sempre ao alcance.

E as roupinhas que não servem mais? 
O tempo passa voando! Os bebês perdem as roupinhas com muita rapidez e, se ainda não sabe se vai doar ou guardar, lave tudo e as coloque em caixas multiuso. Esta é uma forma de organizar e manter no armário e cômodas apenas o que o bebê pode usar. Depois você pensa o que fazer com o que ficou para trás.

O que levar para a maternidade? 
A mala de maternidade deve ajudar a mamãe e o acompanhante após o nascimento do bebê. Ela deve ser preparada com 20 dias de antecedência do parto. Prepare:
– 6 macacões – botões na frente facilitam nas trocas de fraldas;
– 6 pares de meias;
– 6 pagões – calça de algodão com pé;
– 6 bodies;
– 2 fraldinhas de boca;
– 2 mantas;
– 1 escovinha de cabelo;
– 18 fraldas RN;
– 1 tubo de pomada de assaduras;

Para Carol “O ideal é separar as trocas de roupas em kits etiquetados por dia. Isso ajuda demais na hora de organizar a mala e também para a ordem de uso das roupinhas.” Lembre-se: junto com o bebê nasce uma nova mulher, uma nova mãe, um novo pai e uma nova família. As mudanças são inevitáveis, mas, com organização, tudo pode ficar muito mais fácil.

Carol Rosaé personal organizer há mais de oito anos e atende clientes em todo o Brasil. Já atendeu clientes como Deborah Secco, André Marques, Juliana Paes, Kelly Key, Thais Fersoza e muitos outros. Presta serviços na área de organização e de cuidados com a casa; e conta com uma equipe especializada para isso. Ainda ministra cursos e ensina para o público em geral os segredos da organização. Para Carol Rosa, organização é sinônimo de qualidade de vida, conforto e economia de tempo.

Veja mais: Vestido GestanteBerço que vira Cama MontessorianaFralda para piscina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>