Será que o bebê sente o estresse da mãe?

Há pesquisas que indicam que sim

É impossível ficar indiferente a esse questionamento quando a mulher descobre que está grávida. A verdade é que muitas pesquisas indicam essa possibilidade.

O estresse da mãe resulta na liberação de uma elevada carga de adrenalina no organismo. Estudos apontam que, nessas situações, o ritmo cardíaco do feto é alterado.

EXISTEM PESQUISAS QUE GARANTEM O EFEITO A LONGO PRAZO DO ESTRESSE MATERNO

Algumas crianças podem desenvolver distúrbios de comportamento.

O elevado estresse da mãe pode levar à ansiedade do bebê no futuro, às vezes com manifestações tardias, já na velhice.

Há estudos que também ligam o estresse materno a dificuldades no parto. Se estiver nessa condição, a mãe libera adrenalina na corrente sanguínea e pode haver interrupção do trabalho de parto.

Como a gravidez, por si, já é uma situação que pode alterar o estado emocional da mãe, é importante conversar com o médico responsável pelo pré-natal sobre estratégias de relaxamento.

Há atividades que podem ser praticadas com segurança durante a gestação, desde que haja parecer positivo do médico.

Claro que é impossível ficar completamente calma o tempo todo; mas, se você está sob uma onde de estresse e ansiedade constante, procure ajuda! Não faz bem nem para você, nem para o bebê!

Fonte do Site: gravidez.online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>