Segurança e praticidade no Quarto do Bebê

Espaços residenciais estão sendo reduzidos e móveis precisam ser inovadores ao novo ambiente
É inegável que as casas e apartamentos de hoje são muito menores do que os de antigamente. Basta comparar o lugar que você mora com a casa de sua avó ou tia mais velha: provavelmente, a diferença é bem grande.

Essa é uma tendência que ainda deve se manter por muito tempo, ou seja, é bem provável que os imóveis residenciais daqui a 10 ou 20 anos sejam ainda menores do que os de hoje.

Não é à toa que isso acontece: são vários os motivos que levaram à situação que nós encontramos hoje, de espaços pequenos, porém funcionais. Para acompanhar a tendência, é fundamental que os móveis sejam planejados para tais necessidades.

Por que os apartamentos e casas estão cada vez menores?

Menor número de terrenos
Antigamente, a população era menor, ou seja, havia mais terrenos disponíveis para construção. Hoje em dia, é quase raridade encontrar um terreno, ao menos nas grandes cidades ou em regiões mais movimentadas.

Por isso, fez-se necessário aproveitar ao máximo cada espaço existente, o que também levou ao boom de condomínios verticais, já que o espaço do terreno pode ser muito melhor aproveitado.

Além da diminuição do número de terrenos, o tamanho dos que estão disponíveis também é menor, ou seja, é necessário aproveitar o espaço ao máximo.

Eliminação do quarto de empregada doméstica
Era um costume comum que as casas tivessem um quarto exclusivo para as empregadas domésticas, que passavam a semana toda na casa em que trabalham. Hoje em dia, isso praticamente não existe mais, até mesmo pela sensação de insegurança que as pessoas sentem em relação a isso e as novas leis de jornada de trabalho para essa profissão.

A eliminação desse quarto resulta em uma área considerável a mais na residência, já que muitos deles ainda contavam com um banheiro. Logo, é possível ganhar bons metros quadrados.

Casas e apartamentos apenas para dormir
Não é nada leviano apontar que a maioria das casas, atualmente, é apenas um lugar para se jantar, tomar banho e dormir, quase como um quarto de hotel, já que tanto o marido quanto a mulher trabalham fora em grande parte dos casos.

Por isso, não existe a necessidade de uma casa ou apartamento muito grande, já que eles não passarão muito tempo ali. Justamente por isso, também é essencial que ele seja prático de se limpar e cuidar, e os espaços menores são perfeitos para isso.

Maior interesse por lucros
As construtoras e empreiteiras têm o lucro como objetivo, o que não é errado. Para isso, elas investem em espaços menores, já que assim podem vender ainda mais unidades.

Logo, ao invés de construir apartamentos de 100 m², é mais vantajoso construir espaços com 50 m² ou até menos. Assim, são mais famílias em um mesmo espaço e, por consequência, mais lucros.

Móveis precisam se adequar ao ambiente
Ainda na comparação com a casa de uma pessoa mais velha da sua família, é quase certo que todos os móveis são bem grandes e robustos, desde a sala de estar até o quarto.

Com os imóveis cada vez menores, é necessário que os móveis também os acompanhem, mas mesmo que pequenos, eles ainda precisam ser funcionais e, é claro, muito bonitos.

Em um quarto para bebê, por exemplo, tudo precisa ser planejado nos mínimos detalhes, para que não ocupem muito espaço e possam oferecer todo o conforto que o bebê e os pais merecem.

A TulipaBaby é uma loja que oferece os melhores móveis para o quarto do bebê
, com destaque para a Linha Kaike e o Berço Multifuncional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>