Gravidez: como lidar com os 16 sintomas e problemas mais comuns

A gestação é um período de transformação tanto de ordem física como emocional.

O médico obstetra Domingos Mantelli Borges Filho elaborou uma lista com 16 sintomas e complicações que podem surgir na gravidez, e algumas dicas para você evitá-las. Confira a seguir:

1) Corrimento: É um aumento da secreção vaginal, podendo ser branca e transparente. Se surgir juntamente com sangue, coceira ou secreção amarelada com mau cheiro, fale com o médico, pois poderá ser uma infecção, que deverá ser tratada com medicamentos receitados por ele. Normalmente tratamento com cremes vaginais durante a gestação, não representam problemas. Fique tranquila.

2) Cãibras: Podem ocorrer devido à baixa quantidade de cálcio no organismo. Geralmente ocorrem na região da coxa, nos pés e na batata da perna. Faça uma massagem bem firme no local por vários minutos. Flexione o pé para cima e pressione com o calcanhar. Se a cãibra continuar, procure orientação do seu médico.

3) Dor abdominal: Pode aparecer no inicio da gravidez, tipo cólica menstrual ou como fisgadas na virilha ao se levantar. Isso ocorre porque os ligamentos que sustentam o útero começam a se “esticar”. Essa dor pode ser diferente no final da gravidez, porque a cabeça do bebê se encaixa na cavidade pélvica (bacia), dando a sensação de desconforto na virilha e “peso para baixo”.

4) Prisão de ventre e gases: Ocorrem devido aos hormônios da gravidez provocarem um “relaxamento” nos intestinos, dificultando a evacuação e sua motilidade (capacidade de mover). Procure fazer uma alimentação com bastante verduras e legumes, frutas como o mamão e a laranja (com o bagaço) e tome bastante liquido, principalmente água, para que o intestino possa funcionar com maior facilidade. Nunca tome laxantes sem receita ou orientação médica. Um bom laxante natural é a água de ameixa preta. Coloque três ameixas pretas secas em um copo com água, deixe de um dia para o outro e tome-o logo cedo.

5) Tonturas e desmaios: Podem ocorrer porque na gravidez a região onde está o útero tem necessidade de receber muito sangue, diminuindo a quantidade de sangue circulante que vai para o cérebro, causando assim tonturas e até desmaios. Para evitar que isso ocorra, evite ficar em pé por muito tempo e se levantar rápido demais de uma cadeira ou cama. Tenha cuidado ao sair de um banho quente, não use roupas pesadas no calor. Se você sentir fraqueza, deite-se sem travesseiros e levante um pouco as pernas (coloque travesseiros embaixo delas). Isso ajudará a melhorar o retorno venoso e a passar este mal-estar.
Alimentação muito espaçada causa queda de açúcar no sangue, provocando também tonturas e desmaios. Coma menos quantidade e várias vezes ao dia. Carregue sempre um saquinho de mel (vendido em bares, padarias) e tome-o nessas situações.

6) Acidez estomacal (azia): Acontece porque a válvula da “boca” do estômago se relaxa durante a gravidez, deixando o ácido próprio do estômago voltar (subir) para o esôfago (tubo que vai da boca ao estômago), dando a sensação de queimação. Evite alimentos pesados, principalmente frituras e refrigerantes. Procure evitar alimentos líquidos ao deitar-se. Se você estiver muito incomodada com a azia, procure orientação médica. Um truque é ficar de pé ou andando por 15 minutos após as refeições. Se já estiver com mais de 28 semanas de gestação, procure o médico, pois essa azia poderá ser um dos sintomas de pressão alta na gravidez.

7) Urinar várias vezes: É uma queixa muito comum e ocorre devido à atuação dos hormonios da gravidez, e também devido à pressão que o útero exerce sobre a bexiga quando esse começa a ficar maior. Em caso de ardor ao urinar, procure o seu obstetra, pois poderá ser um sintoma de infecção urinária.

8) Enjoo: Principalmente no período da manhã, que acontece por causa das mudanças hormonais. O que você poderá fazer para melhorar é procurar comer alimentos mais leves, evitar frituras, comer em intervalos curtos (de duas em duas horas), tomar bastante líquido e evitar se cansar demais, procurando também fazer os exercícios de relaxamento que aprenderá com o seu médico do pré-natal. Truque para melhorar: pela manhã, antes de se levantar, coma três bolachas de água e sal. Use água morna para escovar os dentes. Nessa fase, alimentos gelados têm uma melhor tolerância.

9) Edema (inchaço): Ocorre principalmente nas pernas e pés, podendo ocorrer no rosto e nas mãos. O inchaço é causado pelo aumento de líquido no corpo durante a gravidez. Para melhorar, evite ficar de pé por muito tempo, coloque sempre que possível as pernas para cima (pelo menos 15 minutos por dia), evite comer alimentos muito salgados. Experimente substituir por alguns dias o jantar por uma refeição só de frutas (diurético natural). Se você notar que está inchado demais, procure orientação médica, pois após 28 semanas de gestação, isso poderá ser devido a um quadro de hipertensão.

10) Manchas na pele: Principalmente no rosto e na barriga (linha nigra: linha escura que vai do umbigo até a região pubiana). Estas manchas ocorrem também por causa das mudanças hormonais da gravidez. Tome sol somente no horário de 8 às 10 da manhã e das 16 horas em diante. O uso de protetor solar é mandatório. Caso contrário, *melasmas e cloasmas (manchas no rosto) poderão aparecer.

11) Alteração no paladar (gosto metálico na boca): Acontece por causa das mudanças hormonais no período da gravidez. Não há nada que se possa fazer, o sintoma passa naturalmente. O uso de bala de mel pode ajudar. Mas não se preocupe.

12) Infecção nas vias urinárias (cistite): Ocorre frequentemente na gravidez devido a alterações hormonais que deixam a bexiga com maior facilidade em adquirir uma infecção. Os hormônios causam uma estase urinária (a urina fica mais parada dentro da bexiga), favorecendo a proliferação bacteriana. Tome muito líquido e consulte seu médico. Não tome medicação sem orientação dele.

13) Cansaço: Muitas vezes pode ser por preocupação, falta de sono e no final da gravidez por causa do peso da barriga e do seu próprio corpo. Evite o excesso de atividade. Durma ou descanse sempre que puder. Procure dormir pelo menos oito horas por noite. Faça refeições leves e frequentes. Procure deitar cedo. Mantenha o hábito de fazer os exercícios de relaxamento que aprenderá com o seu médico do pré-natal.

14) Dor nas costas: Os ligamentos que sustentam a coluna e o útero se relaxam e com o peso do bebê a dor tende a aumentar. A má postura pode piorar a dor, já que a grávida tende a jogar a barriga para frente e curvar as costas, causando uma lordose (curvatura exagerada) e mudando o seu eixo gravitacional.. Procure seguir as orientações da equipe do pré-natal. Atividade física, ioga e alongamentos podem ajudar.

15) Falta de ar: O diafragma é o músculo que separa o tórax do abdômen. Durante a inspiração ele abaixa em direção ao abdômen para ampliar (aumentar) o tórax. A presença de um útero aumentado pela gravidez dificulta esse movimento do diafragma, dificultando a respiração e dando a sensação de falta de ar. Procure não se cansar demais, não fazer atividades em excesso e descansar sempre que possível. O uso de dois travesseiros para deitar ajuda na respiração.

16) Varizes: É possível que você tenha varizes durante a gestação, principalmente devido aos inchaços e aumento da circulação. Próximo ao fim da gravidez, a cabeça do bebê pode pressionar as veias pélvicas, causando acúmulo de sangue nas veias das pernas que terão maior dificuldade em realizar esse retorno venoso, deixando-as inchadas. Se você permanecer muito tempo em pé ou sentada com as pernas cruzadas, isso piorará. O excesso de peso também pode piorar, bem como o uso de salto muito alto durante a gestação. Procure não engordar demais, fazendo uma dieta adequada e balanceada.

*Mancha escura que aparece no rosto, nas têmporas e na testa de algumas mulheres que usam anticoncepcionais por via oral, fenômeno muito comum durante a gravidez e o climatério.

Fonte: uol.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>