8 perguntas sobre cabelos na gravidez e no pós-parto

Como ficam os fios durante a gestação? E na amamentação? Pode fazer química? Que alimentos fazem bem aos cabelos?

 

Ingestão de água e boa alimentação ajudam a manter a beleza dos cabelos na gestação, segundo médicos (Foto: Thinkstock)

Por Fernanda Nogueira

Os cabelos melhoram ou pioram na gravidez? Em geral, melhoram, segundo os médicos, Valcinir Bedin, dermatologista, tricologista especialista em cuidados com o cabelo – e presidente da Sociedade Brasileira do Cabelo, e Luciano Barsanti, tricologista e diretor-médico do Instituto do Cabelo. Veja respostas para esta e outras dúvidas.

1- O cabelo melhora ou piora na gravidez?
Em geral, problemas relacionados a hormônios melhoram. Se a mulher tem problema hormonal, que leva a rarefação, o cabelo melhora, porque a gravidez é o período no qual a mulher tem mais hormônios femininos, que fazem bem ao cabelo. Por outro lado, se tiver queda, rarefação e fragilidade relacionados a nutrientes, piora muito, porque o feto consome nutrientes, diz Bedin. A melhora do cabelo na gravidez ocorre, segundo Barsanti, pela diminuição no organismo da quantidade da substância DHT, dihidrotestosterona, que é prejudicial ao cabelo. Com a gravidez, essa substância some e o cabelo fica melhor. Podem aparecer fios novos, o cabelo fica mais fácil de pentear, melhora a textura. O único inconveniente, durante a gravidez, é que o couro fica um pouco mais oleoso pelo excesso de produção de óleo pelas glândulas sebáceas. Isso pode aumentar a seborreia e causar uma inflamação, a dermatite seborreica, que é a caspa, diz Barsanti. Outro problema, de acordo com Bedin, é que, na pré-gravidez e início da gestação, os ginecologistas costumam receitar ácido fólico, que, quando em excesso, faz cair cabelo.

2- De que nutrientes o cabelo precisa?
É preciso ter equilíbrio entre os nutrientes para o cabelo ficar saudável na gestação e na pós-gestação. O cabelo precisa de zinco, ferro e vitaminas do complexo B, principalmente, segundo Bedin. Carne, frutos do mar e leite animal são os melhores alimentos para o cabelo. Frutos do mar com casca, como ostra, marisco, caranguejo e camarão têm zinco. Leite animal tem maior concentração de vitamina B e a carne faz bem por causa do ferro. Couve, espinafre, brócolis têm ferro, mas pouco em comparação com a carne, diz Bedin. É fundamental tomar bastante água, comer peixe, ovos, laticínios e soja, além da carne bovina e de frango, e evitar gorduras, principalmente de origem animal, de acordo com Barsanti.

3- Como lavar os cabelos na gravidez?
O ideal é lavar os fios com água de morna a fria e usar xampus que tenham componentes naturais adstringentes, como extrato de alecrim, de prímula e de sálvia, segundo Barsanti.

4- É proibido fazer química na gravidez?
O assunto é polêmico. A gente não sabe o que acontece com os produtos em termos de absorção, mas eles têm cheiro muito forte, que causa mal-estar nas grávidas. Não há pesquisas conclusivas dizendo que fazem mal, mas os médicos recomendam não usar para evitar qualquer chance de problemas, diz Bedin. Segundo Barsanti, não se deve usar nenhum tipo de procedimento químico até o quarto de mês de gestação. Depois disso, no caso de autorização médica (do obstetra), uma boa opção para tintura é a henna, que, por se tratar de componente natural, funciona colorindo a superfície dos fios, afirma Barsanti.

5- Há algum tratamento que pode ser feito durante a gestação?
Pode fazer relaxamento, por ser mais leve, segundo Bedin. Também pode fazer luzes, porque os cabeleireiros protegem o couro cabeludo na hora de fazer, e hidratação, diz o médico.

6- O que acontece na amamentação?
Pode ocorrer uma queda de cabelo intensa a partir do segundo ou terceiro mês após o parto, mas isso não é provocado pela amamentação, de acordo com Barsanti. Quando o bebê nasce, há uma readequação hormonal. Pode haver queda intensa dos fios, o que é chamado de eflúvio telógeno pós-parto, diz Barsanti. A queda diminui a partir do sexto mês. Depois disso, se o cabelo continua a cair, é preciso procurar um médico. Segundo Bedin, uma dieta adequada ajuda a deixar os cabelos mais bonitos na amamentação.

7- Quando o cabelo volta ao normal?
De seis a nove meses depois do parto o cabelo volta a ser o que era antes, segundo os médicos.

8- Como evitar problemas no cabelo antes de engravidar?
A atitude número um é manter uma alimentação equilibrada, se possível com orientação de um nutricionista, dosada com vitaminas, proteínas e sais minerais, segundo Bedin. O ideal é não entrar na gravidez com algum problema. Se o cabelo está com pontas duplas, quebradiço, frágil, o problema tem que ser revisto antes, para o cabelo entrar saudável na gestação.

Site da Fonte: meus5minutos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>