Atenção à obesidade infantil

Nos últimos anos, a quantidade de crianças e adolescentes acima do peso tem aumentado de maneira alarmante. E os pediatras avisam: a falta de exercícios e a alimentação inadequada são os grandes culpados pelos quilos a mais. Para reverter esse quadro, só há uma saída: incorporar uma rotina saudável à vida da sua família. Veja como:

Estimule bons hábitos alimentares
– Ofereça frutas, legumes e verduras para seu filho desde pequeno. Assim ele não estranha o sabor e a textura desses alimentos.
– Decore o prato de comida, deixando-o mais atraente.
– Convide a criança para preparar a lancheira com você. Explique a importância de cada alimento e quais os benefícios que eles trazem para o seu corpo.
– Pique os vegetais e as frutas em formatos divertidos, como bichinhos, flores e estrelas. Dessa forma, comê-los passa a ser divertido.
– Chame seu filho para ajudá-la na cozinha. Peça que ele lave algumas verduras ou frutas com você.


– Se a criança se recusar a comer determinado alimento, não grite e nem faça ameaças. Combine com ela uma nova tentativa e explique, mais uma vez, a importância de uma boa alimentação. Ofereça-o novamente alguns dias depois, e não desanime diante da recusa. Tente várias vezes, até que ela aceite experimentar e acabe gostando do novo sabor!
– Dê o exemplo. De nada adianta impor uma alimentação saudável para a criança se os pais se alimentam de forma inadequada.
– Na hora da refeição, reúna a família e desligue a televisão. Faça da ocasião um momento agradável e descontraído.
– Jamais use a comida para premiar o bom comportamento nem proíba a criança de comer algo como castigo.

Incentive a prática de exercícios
– Nos finais de semana, procure fazer passeios que envolvam toda a família, como andar de bicicleta ou jogar bola na praça.
– Evite matricular seu filho em diversas atividades, como aulas de natação, judô e futebol, e sobrecarregá-lo com horários e metas a cumprir. Mostre para a criança que um esporte deve ser praticado por prazer e não por obrigação.
– Proponha brincadeiras divertidas e que ainda gastam energia, como pega-pega, esconde-esconde ou queimada.

Os riscos da obesidade infantil para a saúde
– Problemas emocionais: os obesos são motivo de gozação dos colegas e acabam excluídos das brincadeiras. A criança passa a se sentir perdedora, não gosta da imagem que vê no espelho e pode até sofrer de depressão.
– Diabetes: o aumento de peso provoca alterações na insulina, que controla as concentrações de açúcar no sangue.
– Colesterol alto: o excesso de gordura na corrente sanguínea favorece a formação de placas nas artérias, aumentando as chances de doenças cardíacas na fase adulta.
– Problemas ortopédicos: por causa do excesso de peso, as crianças obesas apresentam alterações na curvatura dos joelhos, pernas e tornozelos. Os desvios na coluna são comuns também.

fonte

Leia também: Como montar uma lancheira saudávelChocolate para criançasComo preparar os alimentos para bebês 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>