Massagem em bebês: benefícios e cuidados


O oriente descobriu há milênios que o toque é essencial para o desenvolvimento integral do ser humano desde bem cedo. No Brasil, a mais conhecida massagem para bebês é a denominada Shantala.

A massagem em bebês pode proporcionar a continuidade da relação e do contato íntimo que existia entre a mãe e o bebê no útero. Para a mãe, o ato de tocar o seu bebê com qualidade, pode lhe trazer benefícios como: melhora da qualidade do vínculo e percepção das necessidades do bebê; maior confiança quanto a sua capacitação como mãe; prazer, interação e apego emocional com o bebê. Para o bebê, os benefícios adquiridos através da massagem são inúmeros, destacando-se: fortalecimento do vínculo com a mãe; aumento da circulação; ganho de peso (comprovado através de estudos feitos em bebês prematuros que foram massageados); redução do nível de estresse e aumento da imunidade; melhora na qualidade do sono; alívio de cólicas; melhor desenvolvimento psicomotor, entre outros.

Segundo a psicóloga Cynthia Boscovich, especialista no atendimento de grávidas, mães e bebês, a massagem de bebês pode ser incorporada aos cuidados que a mãe ou quem a substitua proporciona ao bebê, como dar banho, amamentar, embalar, etc. Ela lembra que existem inúmeras técnicas de massagem de bebês, mas que elas pedem alguns cuidados. É que o seu uso indiscriminado pode torná-la invasiva ao invés de boa para o bebê. “É importante considerarmos os princípios da massagem que será realizada, o desenvolvimento psíquico e da coordenação motora do bebê, além das características e preferências individuais dele. Dependendo da idade do bebê, ele pode suportar ou não alguns movimentos”, alerta.
O que as mães devem saber é que a idade, o ritmo e as características individuais de seus bebês, precisam (e devem) ser considerados para que possam desfrutar de todos os benefícios proporcionados pela massagem.

fonte

Leia mais: Ritual de cuidados com o bebêPrimeiros dias do bebê em casaCuidados com a pele do bebê 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>